Estudo: A importância da técnica musical para o Levita | Mônica Körber

Estudo: A importância da técnica musical para o Levita

Estudo: A importância da técnica musical para o Levita

A Unção realmente é necessária para que o Espírito Santo se mova em nós através do louvor mas devemos dedicar tempo ao estudo e aprimoramento musical.

 

 

I SAMUEL 16:

13  Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá.

14  E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e atormentava-o um espírito mau da parte do SENHOR.

15  Então os criados de Saul lhe disseram: Eis que agora o espírito mau da parte de Deus te atormenta;

16  Diga, pois, nosso senhor a seus servos, que estão na tua presença, que busquem um homem que saiba tocar harpa, e será que, quando o espírito mau da parte de Deus vier sobre ti, então ele tocará com a sua mão, e te acharás melhor.

17  Então disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que toque bem, e trazei-mo.

18  Então respondeu um dos moços, e disse: Eis que tenho visto a um filho de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é valente e vigoroso, e homem de guerra, e prudente em palavras, e de gentil presença; o SENHOR é com ele.

 

No versículo 13 Davi é ungido (e o Espírito Santo se apoderou dele)

No versículo 18 ele é reconhecido como um “homem que toca bem”.

Unção e Técnica.

Saul não chamou um homem ungido.

Mas Davi tinha a essência da técnica , ele foi reconhecido primeiramente pela técnica, isso significa se ele não fosse bom o suficiente teria perdido a oportunidade de ser escolhido.

 

 

 

No livro de Crônicas (que é uma referência à importância da ténica) vemos que os levitas eram escolhidos por Deus pelas suas habilidades.

 

 

1 Crônicas 25:7

“E era o número deles duzentos e oitenta e oito, juntamente com seus irmãos instruídos no canto ao Senhor, todos eles mestres.”   [todos os 288, mestres!]

 

 

E no Tabernáculo de Davi?

Havia qualidade musical? Havia divisão de vozes? Havia vários instrumentos? Havia ensaios? 

Se você ler cuidadosamente os livros das Crônicas, conseguirá observar estes detalhes preciosos.

 

1 CRONICAS 15 v. 19-22

“E os cantores, Hemã, Asafe e Etã se faziam ouvir com címbalos de metal;

E Zacarias, Aziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Maaséias, e Benaia, com alaúdes sobre Alamote.

E Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, Jeiel, e Azazias, com harpas, sobre Seminite, para sobressaírem.

E Quenanias, chefe dos levitas, tinha o encargo de dirigir o canto; ensinava-os a entoá-lo, porque era mestre !

 

 

 

 

Algumas Bíblias já tem traduzidos os termos Alamote e Seminite.

O termo Alamote, do orginial significa SOPRANO, e Seminite, significa TOM DE OITAVA.

Algumas Bíblias até tem a tradução de Alamote como com alaúdes, em voz de soprano, e de Seminite como em voz de baixo, para conduzir o canto.

A Bíblia amplificada chega a comentar sobre Alamote: “Provavelmente as vozes agudas, da Clave de Sol” E de Seminite: “Provavelmente as vozes graves, da Clave de Fá”.

O versículo 22 diz que Quenanias era entendido, em outra versão, era ‘perito’ ou “mestre” no canto.

Outra ainda diz que ele era o ‘regente do coral, pois era um músico habilidoso’.

 

 

 

São interpretações diferentes mas que provam uma coisa:

Havia qualidade, ensaio, técnica, excelência, postos designados, ensaios, diversidade de instrumentos e de vozes, arranjos…

 

 

 

 

 

Deus usará você com aquilo que você tem.

Quem tem muito, Deus usa muito… quem tem pouco.

Se você não procurar aumentar o que você tem, de nada adiantará.

Você será substituído por outro que esteja melhor preparado.

 

Técnica está ligada à excelência, fazer com técnica quer dizer fazer com excelência, com afinidade.

 

Se nós, como povo apostólico, temos o propósito de resgatar e restaurar a arte, trazendo de volta os seus verdadeiros valores e propósitos ao qual foi criada, temos que ter o mínimo de conhecimento de causa, ou seja, temos que mostrar intimidade, aptidão e excelência em tudo o que fizermos, pois ninguém restaura coisa alguma se não conhecer minuciosamente o que está sendo restaurado.

 

Nós fomos criados seres de raciocínio, o que nos distingue dos outros animais é a nossa capacidade de raciocinar.

É como querer ser da Dança sem saber dançar.

Ser da Intercessão, sem gostar de orar.

Ser cirurgião sem estudar.

 

 

Isaías 61:1  “O Espírito do Senhor Deus está sobre nós…”

Aí sim será vista mais uma vez a diferença entre aquele que serve a Deus e o que não serve.

Para que exista um diferencial entre a arte feita no mundo e a arte feita para Deus.

Os melhores músicos ainda estão nas mãos de Satanas, mas é tempo de mudar… tempo de mudança.

 

 

Estes dons serão cobrados um dia, e deverão ser multiplicados:

MATEUS 25:

13  Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir.

14  ¶ Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens.

15  E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.

16  E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.

17  Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois.

18  Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.

19  E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles.

20  Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros

 

cinco talentos que granjeei com eles.

21  E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

22  E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos.

23  Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

24  Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;

25  E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

26  Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?

27  Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros.

28  Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos.

29  Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.

30  Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE VOCE TEM FEITO COM O SEU DOM?

 

 

Nós temos exemplos vindos do altar.

Nosso Apóstolo e Bispa que não abrem mão do chamado, nem de estar no altar, nem tão pouco de se aprimorarem para trazer estudos e ministrações cada vez melhores.

 

 

Nenhuma área da nossa vida pode estar melhor que a área Espiritual.
Homem é referência, quem te forma é o Senhor.
Mais que mudar, se abra para ser transformado.
Levitas dão frutos para a eternidade.

 

 

 

pb. Emerson

Copyright © www.monicakorber.com | Todos os direitos reservados. | Design by: www.tenhaseusite.com.br Up